Certidão de nascimento.

Disso tudo, me vejo e me faço. [Me] Identifico, [me] carrego e [me] calo. Em mim. Pra tudo. Um dado: mulher negra brasileira poeta. Carente. Severa. Feliz. Nunca me chamaram "Negra...". Nunca. Chamavam-me mesmo era de: macaca! criada, macaaaaaaaca. Chamavam-me mesmo e sempre. De macaaaaca, macaaaca macaca macaca. Nascida [e criada] [macaca] na cidade do Rio de Janeiro, no bairro de Botafogo, no dia 29 de outubro de 1982, às nove horas da manhã. Em ponto. Em cima. Nascida e criada, nas esquinas... nas fronteiras, nas quebradas. iapi. araras. santa. marta. mas, também, criada, em largas avenidas largas... na Rui Barbosa, na outra da Rainha. comendo em ipanema. Nascida... criada... entrrre. Quaaaase. nunca. Nada. Numa dupla, quadriplicada. Fim.