Conversa de bar que só a solidão escuta.

... ou DIÁLOGO DA CACHAÇA.

Quando encontrar aquela dama, pensou Barrama, vou dizer assim, "que sinto muito, que o passado anda n`alma e que o futuro é meu deserto inteiro...". - Saudade daquelas noites na Lapa, daqueles dias sem mágoa, daquela nossa canseira toda... Bebeu um gole, pediu um trago. - Saudade de quando eu era um homem livre pra amar e beber, sem saber que aquilo não era felicidade...

Comentários

Postagens mais visitadas