Coração.

Meu coração tá triste, tão triste... tá pequenininho. Parece um grão de areia, parece um pingo, um suspiro, um zumbido quase do fundo... de tão carente,  de tão ausente, de tão miúdo. Meu coração nem parece que bate mais... nem parece que tem vida... E já faz um tempão que ele não solta um trovão, ou um sorriso,  ou uma história de vida... Ele parece mesmo é um fiapo de qualquer coisa, vazia de tempo... perdido no espaço. Meu coração tá sem graça, e sem cheiro... tá triste, tão triste... tá pequenininho.

OBS: e isso é porque você, no quarto ao lado, nem desconfia que eu me fio nos seus passos, nos seus braços, e nesse rumo caminho - sozinho - esperando uma flor, um poema... uma carta de amor.


Comentários