Espera... sem demora.

  que demora! e eu aqui, sem saber de nada, sem saber das coisas... sem saber da vida. 
sem perceber que, das notícias de quem não volta, mais nada se sabe ainda.
é que, na vida, a gente nunca entende muito... mas, a gente sempre sente tanto.
e isso que é belo, isso que é glória...
a gente sempre espera uma estória... 
em volta da sombra que nunca volta... nunca mais.



Postagens mais visitadas