Calma, menina.

O mar não dorme em seu coração.
Calma, menina... calma. Tudo é silêncio e poesia quando se tem calma... tudo é sonoro, é eterno, quando se tem calma... tudo é possibilidade e festa, quando se tem alma. Acalma a alma, menina... olha a estrada, olha o mundo, olha o mar... sente a vida... e acredita, menina. Porque o mar, menina... feroz, gigante, faceiro... o mar não dorme em seu coração. O mar te vigia e te guia... te acolhe e consola... em saudade, em versos e histórias. Acalma, menina, acalma a alma... aguarda, supera e dança, menina... aguarda e dança sem medo. Sem medo e sem trauma. Acalma o mar que agita a alma, menina... acalma, sossega e chora... acalma o mar que habita a alma, acalma o mar que te embala na vida... acredita e canta, menina... acalma e pensa, menina. Encontra a calma, sorri pra vida, descansa as fúrias e dança, menina... dança... sem medo e sem trauma... encanta, encontra e ama, menina. Ama a vida, menina... ama o tempo, sossega o vento... acalma, menina... acalma a alma, menina... serena, sozinha, saudade. Calma, menina... acalma a alma... e mais nada.

Postagens mais visitadas