Feira urbana.

Entremeadas, bifanas e maminhas.
Talho Seco.
Ai, de mim, que vivo tão sozinha.

-- Tem também coração(zinho).
Quer coração, quer?

Nele se guarda de quase um tudo. 
Presente, passado e futuro
Se guarda até quem nem me liga.

-- Vendo tudo, já te disse.
Quer coração, quer?

Vendo o seu, vendo o meu.
Vendo até o de quem já morreu.
Vendo tudo. E mais nada.

Postagens mais visitadas