A Cidade e o Amor I.

Era uma vez uma cidade.
Linda, negra, esvoaçante...
E um amor, que de tão grande, era mesmo um amor sem medida,
e muitas vezes sem sossego.
Um amor de cidade e aconchego.
Mas, amor e cidade um dia se perderam... 
um do outro...
Num pra sempre qualquer... 
num desencontro qualquer...
numa ausência qualquer.

Solamente.

Postagens mais visitadas