Da arte do esquecimento I.

Num outro dia qualquer,
tentando um lamento qualquer,
descobri sobre a arte do esquecer.

Descobri sem querer... 
sem saber, 
que a arte toda funciona mais ou menos assim, oh:

Esquecimento é coisa de quem nunca...
nunca soube de verdade,
ou...
nunca teve outras vontades...
de verdade.

Falo daquele tipo de coisa que...
nunca aquece, nem arrefece...
de verdade.

Comentários

Postagens mais visitadas