Da arte do esquecimento I.

Num outro dia qualquer,
tentando um lamento qualquer,
descobri sobre a arte do esquecer.

Descobri sem querer... 
sem saber, 
que a arte toda funciona mais ou menos assim, oh:

Esquecimento é coisa de quem nunca...
nunca soube de verdade,
ou...
nunca teve outras vontades...
de verdade.

Falo daquele tipo de coisa que...
nunca aquece, nem arrefece...
de verdade.

Postagens mais visitadas