Nha Kretcheu III.

Era a primeira vez dos dois. Do beijo. Do gosto. Da língua. Nos dois. Na rua. Domingo. Era a primeira vez. E cheirava a cebola a boca da menina. Cheirava igual vontade de dias de sol... dias para estar ao lado da menina.

Anos mais tarde, ainda, ele contava, ainda...

- Como foi com gosto de cebola crua que beijei sua mãe pela primeira vez, ainda... Com aquele gosto desgraçado de cebola!

(18/10/2015)

Postagens mais visitadas