Brincadeira.

Não me faz de boba... não, viu?
Faz não, que eu não sou de brincadeira...
que eu não esqueço briga inteira.
De jeito maneira.
Não me faz de boba, não,
que eu não sou da sua lira...
mas eu sou de ira, eu sou irada.

Tampa de bule, quando esquenta... fecha até privada.

Não me faz de boba...
não esculacha, nem me xinga,
que eu não sou de brincadeira...
eu sou panela de pressão,
enquanto você é uma simples frigideira. [rsrsrsrs].

Não me faz de boba, não, viu,
que eu gosto mesmo é de poesia...
e de cinema... todo dia.
Pipoca, versinhos... todo dia. 
Todo dia... E mais nada.

Postagens mais visitadas