Dona Eva.

Dona Eva pariu tanto,
pariu muitos, pariu mais de mil...
Meninos, sereias, pixotes.

Dona Eva plantou tanto caminho...
naquele Vão,
naquele ninho.

Eu mesma, uma vez,
nasci de Dona Eva...
Floresci em várzeas velhas,
em pequenos pedaços de terra...
fiquei forte como capim santo...
cheirando a jasmin.

Foi naqueles dias de abril...
naquelas noites sem fim,
com chuva de estrelas...
Foi naquele tempo,
que Dona Eva me deu alento...
me ensinou bondades,
fez de mim alguém melhor...
uma gota de rio melhor.

Dona Eva...
pariu foi gente,
aquela senhora...
e dança uma sussa como ninguém...
como Oxúm...
Dona Eva.

Postagens mais visitadas