Tampa da panela.

Da arte de ser igual, sendo mesmo diferente...
Sabe como é? Sabe como existe?

Mulher de grelo duro...
Não foi feita pra promessa...
Não foi feita pra gente ingrata...
Muito menos pra descaso.

Mulher de grelo duro, não atura...
e, se erra... se situa. Enxerga.
Mulher de grelo duro... como eu...
Não esquece nunca. Mas, perdoa sempre. Às vezes.[rsrs].

Por isso, e por mais...
Por tanto e por tudo...
Que muitas de nós demora uma vida...
Pra achar a tampa, o caule, a estrada...

Muitas de nós ainda anda só pela madrugada.
Só. Sozinha. Solene-mente. Poderosa.
Só em suas rotinas. Em seus encontros... Esperas.
Um dia... um canto... um tampo de panela... um dia...
e mais nada.

Postagens mais visitadas