Tardes no Tororó.


Saudade eu senti foi nos últimos dias de agosto... Saudade do seu gosto, no meu rosto... Saudade desse encontro, dessa liga... Eita, mistura falida... de saudade e de fadiga. Mas, a vontade virou passado... e nos primeiros dias de setembro, o meu corpo esqueceu do seu afago... do seu corpo suado, do abraço apertado... O seu gosto, do mês de agosto... virou poesia, rima, drama... virou sociologia... maresia... e choro derramado, em fim de noite de sábado...  

Postagens mais visitadas