Desejo e andança.


O desejo de ir e seguir em frente me freou, de repente.

E, de repente, já não enxergo cores, só cacos.
Já não caminho certo, só no resto de tudo o que foi em mim...

Ontem, eu dormi na estrada e quase que esqueço das verdades que falei.

Hoje eu vou sonhar quetinha pra ver se escapo, pra ver se entendo...
o que falta e o que se espera de mim.

Postagens mais visitadas