A espera do trem.



Eu olho sempre em frente...mesmo que, quase nunca, enxergando chão nas coisas.

Acho bonita essa lembrança, de que: 
aviso de estrada corre sentada na faca, querendo dizer do que gosta.

Postagens mais visitadas