Universo da cidade.


Eu quero amanhecer como essa luz ...
e ficar só.
...de sombra e de míngua...

É que o amarelo é a minha pena,
das coisas da vida.
E, assim, talvez, 
eu entenda mais e caminhe em paz.


Talvez eu esqueça, talvez floresça...
Assim, talvez, eu amanheça.

Postagens mais visitadas