A vista da janela nunca apareceu tão amarela.

Quando penso,
me desequilibro entre o vai-e-vem das coisas, 
e tudo aquilo que nunca foi dito...
se estende em faz-de-conta e poesia. 


Postagens mais visitadas