A delicadeza do amor.

Hoje sozinha. Sou só. Vontade. Só saudade. De uma paisagem que nem sei. Hoje sou só recomeço e bondade. Só hoje. Saudade. Vontade de um trabalho com desfecho. Distância. Só hoje. 

E só hoje, poente, a saudade está nua. A vontade está crua. E o carinho latente. Logo hoje. Labuta... Vertigem. Verdade! Só hoje. Saudade. Só sua. Crescente.

Por isso sou. Hoje sou. Só. Vontade. Sua. Só, sozinha. Nua. Estou, criança, e falei tudo. Morri de amores. Só hoje. Só.

Postagens mais visitadas