Senhora Dona dos Ventos.


Uma vez me chamaram Iansã, e eu olhei. Descobri que era alguém que vinha com os ventos, sem medo, sem trauma. Sem tempo pras coisas... e com muitas estradas. Senhora dos ventos, senhora das armas. Nunca mais parei de banda, nunca mais Yolanda. Só saudade, vento... tempo, e mais nada.

Postagens mais visitadas