Feira I - Série Quem ama mora no Gama.

Primeiro ela me disse: Fica. Depois, ela me disse: Venta. Agora sou pura tara, que só encontra sossego no olhar coisas soltas, no fazer coisa pouca... nos caminhos da feira. Nunca mais esquecerei daquele dia, em que escutei seu cheiro pela primeira vez... cheiro de saudade e poesia. Com nome e sobrenome de quem ronrona dormindo, e caminha... nas manhãs de sábado, no Gama, na feira, sozinha. 


Postagens mais visitadas