Eu preciso de um mar pra recomeçar.

FOI COM A MARESIA DOS DIAS... FOI COM O SUOR E A SAUDADE DAS ÁGUAS, QUE MEUS VERSOS AMANHECERAM NESTA CIDADE... ELES PERCORRERAM CADA VÃO DA MINHA ALMA, CADA GOTA, CADA GESTO... OS VERSOS. MAS, NO FINAL, FIQUEI SEM FALA... É O AZUL DO SEU MAR QUE ME CALA... E TUDO O QUE EU QUERIA EVAPOROU... TODA A POESIA, A VONTADE, A SAUDADE... TUDO EVAPOROU NAS MENTIRAS QUE VOCÊ ME CONTOU... NA DISTÂNCIA... NO DESCUIDO... TUDO, TUDO EVAPOROU E FOI EMBORA... TUDO, ATÉ A MÁGOA. EVAPOROU, E MAIS NADA. 

Postagens mais visitadas